Voltar ao Blog
Hora extra Pontomais

Regras hora extra: o que a lei diz e como calcular?

Silvana Fernandes
Compartilhe nas redes sociais: 
Aqui voce encontra:

Um profissional decide fazer uma hora extra aqui, outro faz uma força tarefa ali. Situações assim acontecem em qualquer empresa, afinal, em alguns casos é preciso se dedicar um pouco mais para entregar o resultado esperado. A pergunta que resta é a seguinte: como calcular hora extra dos colaboradores?

A questão é relevante, pois o descuido nessa área pode gerar uma série de problemas para a organização. Estamos falando da possibilidade de processos judiciais e até do próprio descontrole produtivo da empresa. Para saber exatamente como fazer esse cálculo, é preciso entender um pouco a nossa legislação.

Neste post listamos algumas regras para você entender como calcular hora extra dos colaboradores. Acompanhe!

O que diz a legislação sobre a hora extra?

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê a obrigatoriedade do cálculo da hora extra. Sobretudo como forma de valorizar o serviço realizado além do expediente contratado. Desde o final de 2017, está em vigor a Reforma Trabalhista, que promoveu mudanças na relação entre empregado e empregador.

Um trabalhador com carteira assinada, atualmente, deve cumprir uma jornada semanal de 44 horas (ou 8 h diárias). A legislação, ainda prevê a realização máxima de duas horas extras diariamente, o que pode totalizar 10 h trabalhadas. Mas, em alguns casos, esse limite pode ser extrapolado.

É o que acontece para chamados turnos 12 x 36. Nesses casos, o funcionário pode trabalhar por 12 h consecutivas, mas tem o direito a 36 horas de descanso sequenciais. Porém, é obrigatório cumprir as mesmas 44 horas semanais e um limite máximo de 220 horas mensais.

Com a Reforma Trabalhista, a negociação sobre como funcionará o turno é acordado entre a empresa e o seu colaborador. Anteriormente, a jornada 12 x 36 só era permitida para algumas categorias e mediante a acordo coletivo de trabalho ou convenção sindical.

Qual a importância de calcular a hora extra?

A hora extra é um direito do trabalhador e, portanto, uma obrigação das empresas. No descumprimento desse benefício trabalhista, a empresa pode ser acionada na justiça e se ver em meio a processos. Caso perca a ação, o impacto imediato é nas suas finanças. Pois, terá que arcar com os custos da hora extra, acrescido de multas.

Dessa forma, o cálculo correto das horas extras implica na certeza de pagar o que é devido ao colaborador ― sem correr o risco de dispensar recursos indevidamente. No caso de bancos de horas, terá a confirmação de que repassará aos funcionários o excedente acordado. Porém, sem que isso implique em perda produtiva.

Além disso, cumprir a legislação evita os processos citados no início deste tópico. Dessa forma, economizará recursos com a contratação de advogados, despesas judiciais. Além de, na eventual condenação, ressarcir os valores devidos e arcar com possíveis multas e sanções impostas pela justiça.

Por isso, é bastante importante que se conheça a legislação e saiba como fazer corretamente o cálculo da hora extra. Principalmente com a entrada em vigor da Reforma Trabalhista.

Como calcular hora extra com a reforma trabalhista?

Vamos levar em consideração o cálculo da hora extra de acordo com a reforma trabalhista. Em primeiro lugar, é fundamental que você considere o salário do colaborador.

Para facilitar, imagine que ele receba R$ 1.320 por mês. É preciso fazer uma divisão desse salário pela quantidade de horas trabalhadas, que normalmente são 220. A matemática é uma simples divisão:1320 / 220 = R$ 6 por hora de trabalho

Hora extra diurna em dias de semana

Depois dessa etapa, é importante adicionarmos o conhecido adicional de 50%, que é a situação mais comum de horas extras, válidas para o período diurno nos dias úteis. Nesse caso, é importante simplesmente fazer o seguinte cálculo:

6 x 1,5 (50%) = R$ 9 reais para cada hora extra.

Hora extra noturna em dias de semana

Por outro lado, temos também a situação em que o cálculo é feito no período noturno, também em dias de semana — entre 10 da noite e 5 da manhã. Nesse caso, é importante realizarmos um adicional de 20% em cima da hora extra diurna. Vamos conferir?

6 x 1.5 (50%) = R$ 9 para cada hora extra.

9 x 1.2 (20%) = R$ 10,80 para cada hora extra.

Planilha Cálculo de Horas Extras

Hora extra nos finais de semana e feriados

Para fechar, temos ainda o caso das horas extras nos finais de semana e feriados. Essa remuneração é maior, afinal, esse é o período de descanso do profissional. O cálculo é bastante simples, já que é preciso apenas dobrar o valor da hora trabalhada. No mesmo exemplo que estamos usando, a situação seria a seguinte:

6 x 2 (100%) = R$ 12 para cada hora extra.

É sempre importante lembrarmos que a reforma trabalhista traz a possibilidade de o trabalhador entrar em acordo diretamente com o patrão, podendo negociar a forma como ele perceberá o benefício das horas extras. Ele poderá trocar suas horas extras por dinheiro ou folgas, como julgar necessário.

Como uma ferramenta de controle de ponto pode ajudar?

A legislação é bastante clara quanto a aplicação e cálculo da hora extra. O descumprimento ou falha nos processos de controle implicam em processos judiciais e ações trabalhistas. Além dos prejuízos produtivos e financeiros para empresa. Dessa forma, um controle eletrônico de ponto pode contribuir — e muito — para evitar essas situações.

Uma ferramenta, como a Pontomais, permite que o empregador visualize as ocorrências no controle de entrada e saída. Do mesmo modo que a realização ou não de horas extras. Com esse mecanismo, também é possível verificar os dias que devem ser ajustados conforme abonos e bancos de horas. E tudo isso em tempo real.

Ou seja, confere grande praticidade na consulta e controle de informações relacionadas à jornada de trabalho. Além disso, reduz as chances de erros da equipe de RH e aumenta a eficiência dos processos internos da empresa. Tudo isso por meio de um sistema integrada que dá o devido suporte para qualquer negócio.

Como vimos ao longo deste artigo, o controle de ponto é essencial para assegurar o acesso aos direitos previstos pela legislação. Isso vale tanto para empresa quanto para o colaborador. Porém, falhas nesse processo pode culminar em sérios problemas. Por isso, a utilização da tecnologia é uma grande aliada.

Além disso, calcular a hora extra de colaboradores pode ser ainda mais fácil com algumas ferramentas específicas, como a que a Pontomais disponibiliza. Esperamos que você tenha aprendido como realizar o cálculo, mas caso tenha alguma dúvida sobre o assunto ou quiser compartilhar alguma situação para enriquecer o debate, fique à vontade para deixar um comentário neste post!

A Pontomais é a maior plataforma de Controle de Ponto da América Latina. Intuitiva, econômica e segura, somos mais que um sistema de controle de ponto, somos seu parceiro para um RH mais fácil e estratégico. Garantido que as empresas estejam dentro da lei e evitando passivos trabalhistas.

Diminua a burocracia usando tecnologia simples e ganhe tempo para cuidar das pessoas e do seu negócio. Clique aqui, conheça a Pontomais e venha revolucionar a gestão da sua empresa.

Até mais. 🙂


RH Digital

Preencha os seus dados e receba o ebook
de RH 4.0 gratuitamente.
Obrigado! Você receberá seu Ebook em breve.
Oops! Alguma coisa deu errado, tente novamente.

Veja também

Como Funciona o Arquivo AFD no Ponto Eletrônico?

O arquivo AFD no ponto eletrônico pode auxiliar a sua empresa em situações de auditoria fiscal. Esse documento é de extrema importância para empresas que querem se manter dentro das leis trabalhistas.

Ler mais

Questões Trabalhistas: Assinatura Digital tem Valor Jurídico?

Ter boas práticas no setor de Recursos Humanos é uma das melhores maneiras de fugir das questões trabalhistas por controle de ponto. Com o sistema da Pontomais, a assinatura eletrônica pode substituir a manual, além de servir como validação jurídica em questões trabalhistas. Saiba mais!

Ler mais

Folha de Pagamento: Tudo Que Você Precisa Saber

A folha de pagamento é um documento extremamente importante para a empresa. Exigido por lei, deve ser elaborado mensalmente e contar com todos os encargos relacionados à jornada de trabalho dos colaboradores naquele período. Saiba mais.

Ler mais

Fique por dentro do mundo de RH!

Faça o cadastro em nossa newsletter para receber nosso conteúdo novo, sempre fresquinho!

Conheça a Pontomais

Gestão de jornada na palma das mãos

Nosso App e Software de Controle de Ponto vai tornar sua vida mais fácil

20/03 18:01
R. Padre Anchieta, 2310, Mercês, Curitiba-PR
BANCO DE HORAS
+23:42

Que tal fazer um teste Grátis?

Experimente grátis por 14 dias o melhor sistema de Controle de Ponto da América Latina
COMEÇAR AGORA
Muito Obrigado. Clique AQUI para acessar a Pontomais
Oops! Alguma coisa deu errado ao enviar o seu cadastro! Tente novamente.

Estamos preparando sua conta...

Faça um teste grátis!

Experimente o melhor Controle de Ponto Online por 14 dias.
Sem Fidelidade!

Pontomais no Top of Mind

Inspirados pelo futuro. Conectados pela inovação.

23ª Edição do Top Of Mind de RH, 2020.
Estar entre os indicados ao Top of Mind de RH, principal premiação do segmento de Recursos Humanos brasileiro desde 1998, é um enorme reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelas empresas fornecedoras de produtos e serviços para o RH.
Vote Aqui